Olivenbaum 16

Às vezes,
passando pela rua
………………………………que é só sua

escuto seu piano.

mas não penso te em visitar
(porque) é também a mim prazeroso
imaginar-te e te deixar estar
(o quê?) em ócio operoso

(e de estar você assim,
tão sutil, tão abstrato,
de qual emoção, enfim,
teremos um
…………………….concreto
……………………………………retrato?,
sua destra marcará
prosa, poesia,
riff de guitarra,
grifo ou carcará,
gozo ou azia,
fossa ou algazarra?)

e às vezes eu não quero te encontrar
por banal, não ter nadar para lhe mostrar

Anúncios

Olivenbaum – 15

Ele impostou a voz, assumindo um jocoso ar oficial:

— Assim, por todo o exposto, fica o Sr. Paisano Gentil  desclassificado do certame literário em tela, eis que os exames médicos o revelaram um cidadão completamente apto para a vida em sociedade, falha grave majorada pelo seu exame toxicológico desprovido de qualquer indicativo de substâncias capazes de alterar estados de espírito, sejam elas lícitas ou ilícitas.

OLIVENBAUM12.TXT

(Para a amiga Jorgeana Braga)

— Viver uma vida bela. Aos olhos de quem? Sejamos honestos… Essas belas memórias, íntimas e epífanas… Ora, são só nossas. Não existem esses outros olhos, esse expectador total de nossa história que perdura depois que a nossa memória falha e que a narrativa se corrompe (no final, totalmente). Mesmo assim insistimos.