Rascunhos para a RESINA – 3

Silenciar / Soneca

A simetria, de tão conhecida,
(Ih…Já é tão, mas tão tarde…)
não mais me assombra.
Toda finta e investida é perdida
no contínuo combate
com esse gêmeo que me sonda,
rude ressaca sem onda
(numa praia basáltica sem fim),
duplo, triplo, quadruplo que me ronda,
esse recorte ruim de mim
que é a minha sombra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s