A Mestra – IV

— O convívio com todas essas projeções. Projeções errôneas. Se um cão late para uma sombra, enganado, outros cem cães latem junto. Os erros, os erros. Estamos imersos num agente, divino e natural, no qual se projetam todas imagens, ideais, pensamentos, e vontades… E os erros. Como já disse um importante estudioso do oculto, nada contribui mais para o erro e para a loucura do que o reflexo das imaginações depravadas umas nas outras. É necessário se proteger disso,  desses estímulos, desse convívio com as perversões projetadas no Plano Astral, que é aquilo que os mais céticos chamam de consciente coletivo. Guiada por minha intuição, comecei a desenvolver, conscientemente, deliberadamente, uma persona íntima, secreta, diferente da minha persona pública, para me proteger. Acontece que não desenvolvi nada, fabriquei nada, mas descobri. Essa persona secreta era, em verdade, meu eu verdadeiro… Era não, é. É o meu eu verdadeiro, destinado a cumprir minha verdadeira função aqui, nesse plano e nesse planeta… E aqui eu mostro como todos podem se separar das emanações negativas do Astral justamente por meio desse procedimento, da invenção, da descoberta de seu eu íntimo, imaculado, verdadeiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s